Faz todo o sentido

Publicada por José Manuel Dias


A Comissão Europeia deseja limitar os prémios distribuídos aos banqueiros, uma cultura que os leva a correr riscos inconsiderados e que provocou a crise financeira mundial, indicou hoje José Manuel Durão Barroso."O pagamento de bónus excessivos incita os gestores financeiros a correrem riscos inconsiderados", afirma o presidente da Comissão Europeia numa entrevista ao diário alemão Hamburger Abendblatt.
Fonte: Jornal Público, aqui.
A atribuição de prémios de desempenho é uma prática seguida há muito pelas melhores empresas. Pretende-se recompensar a consecução dos objectivos estabelecidos que devem estar em linha com "Key Performance Indicators of Business Activity ". Existe, no entanto, um risco: quem gere tende a focar-se no curto prazo, negligenciando, muitas vezes, o impacto que as suas decisões têm a médio longo e prazo. Importa, por isso, refrear a "cultura do bónus" e, como é sugerido por Gordon Brown, tentar implementar um sistema em que o banqueiro deve reembolsar os bónus se as decisões que tomou se revelarem más.

2 comentários:

  1. Arabica disse...

    Uma responsabilização, uma responabilidade...

  2. Ana Pontes disse...

    Muitas insignificâncias fazem a perfeição, mas a perfeição não é uma insignificância.