Fala!

Publicada por José Manuel Dias


Fala a sério e fala no gozo
fá-la p' la calada e fala claro
fala deveras saboroso
fala barato e fala caro

Fala ao ouvido e fala ao coração
Falinhas-mansas ou palavrão
Fala à miúda mas fá-la bem
Fala ao teu pai mas ouve a tua mãe

Fala franciú fala béu-béu

Fala fininho e fala grosso
desentulha a garganta levanta o pescoço

Fala como falar fosse andar
Fala com elegância muita e devagar.

Poesias Completas, Alexandre O´Neill ( 1924 - 1986)

10 comentários:

  1. JotaCê Carranca disse...

    Alexandre O'Neil: mestre da palavra

  2. Paulo Sempre disse...

    De tudo o que li só mesmo o desassossego ficou...
    Vou voltar com mais tempo.
    Bom trabalho!


    Paulo

  3. miosotis disse...

    O'Neill um poeta maior na palavra e nos sentires.
    Amoroso e irónico, fugaz e profundo!

    Publicitário nas horas vagas, para angariar fundos para sobreviver...

    Pessoa tb usou um emprego para se pagar! E no entanto... qt criatividade!!

    abs

  4. Dalila disse...

    O`Neill, sempre brilhante.

  5. Tacitus disse...

    Excelente escolha...um poeta maior que resvala sempre na mestria da palavra. Boa semana...

  6. Pé de Salsa disse...

    Que termos poetas assim...que meio a brincar meio a sério...nos falam de coisas maravilhosas!

  7. gdummont disse...

    Falar é bom, saber calar é ótimo, mas saber ouvir é o melhor, principlamente as palavras que se encontram nas entrelinhas do silêncio... Grande abraço do Brasil!

  8. Dayse disse...

    Agradeço a visita ao meu blog. Estou começando vida nova aqui na telinha, não só nela...:))
    Seu blog é espetacular!

  9. CarpeDiemBeHappy disse...

    Grande O'Neil!!Tem o dom da palavra!

  10. Elipse disse...

    Usemos, pois, as palavras da fala.
    Linda escolha esta!