Corrupção e Plano Tecnológico

Publicada por José Manuel Dias


«A corrupção é um crime muito difícil de detectar e de fazer prova. Entre corruptor e corrompido sela-se um pacto de silêncio. Não se deve olhar para o fenómeno apenas sob a perspectiva da punição e perseguição. Em vez de estarmos no campo desagradável da suspeição, poderíamos actuar no campo da objectividade.
Pode chegar-se à conclusão de que 80% das prescrições se verificam num determinado sector. E aí seria interessante investigar porque razão isso acontece. Não devemos tratar a corrupção de forma cega. Por exemplo, na contratação pública há truques que são conhecidos e essa informação deve ser tida em conta na altura de analisar as propostas dos concorrentes.
O Estado aposta muito no aspecto processual da contratação, mas depois descura o seu acompanhamento. É preferível que se aligeirem as exigências iniciais e se invista mais no controlo do serviço prestado pelo vencedor do concurso. É indispensável obrigar a justificar todas as despesas adicionais - que muitas vezes são aprovadas não por quem adjudicou mas por outras pessoas.
Não tendo sido criado com o objectivo de combater este tipo de crime, o Plano Tecnológico será um instrumento muito importante para a sua diminuição, já que vai atacar a burocracia - um terreno fértil para a proliferação de favores.
O efeito mais pernicioso da corrupção é destruir a competitividade de uma economia, travando a sua capacidade de modernização».
Paulo Morgado, administrador -delegado da Capgemini e autor do livro " Contos de Colarinho branco" em declarações ao "Expresso" de 29 de Julho de 2006, caderno de Economia

11 comentários:

  1. Santa disse...

    Obrigada pelas visitas e sobretudo pelos comentários lá escritos. O texto tem muito com a nossa realidade, infelizmente.

    Um beijo aqui do Brasil

  2. Santa disse...

    Convido a conhecer um outro blog brasileiro. O Miolo de Pote. Um blog coletivo e eu estou na coluna dos sábados, Arte Incomum.

    Helena de Tróia
    http://blog-miolo-de-pote.blogspot.com/

  3. Rosmaninho disse...

    Sem a sua passagem pelos meus lugares, de certeza, levaria muito mais tempo a chegar ao Cogitar.

    Muito obrigada pelas palavras que, no Rosmaninho, foram deixadas.

    Voltarei a cogitar com muito gosto.

    ~*Um beijo*~

  4. JotaCê Carranca disse...

    os tentáculos de um polvo que se estendem por todo o planeta. Urgente combater. Haja coragem e haja resultados.

  5. Cris disse...

    Gostei da "quase piada" e vou contá-la na Faculdade na aula de empreendedorismo! .Fica por perto lá do outro lado ,ok? Voltarei!:)

  6. Professorinha disse...

    A corrupção, também conecida por CUNHA, destrói toda e qualquer hipótese que o nosso país tem de avançar e evoluir. Isto porque muitas das vezes quem é realmente competente não tem cunha ou não quer fazer uso da cunha que tem, e os incompetentes e pouco trabalhadores usam e abusam dessa tal cunha de modo a ocupar lugares importantes que necessitariam de gente com competência para o efeito.

  7. Cristiano Contreiras disse...

    Abaixo à corrupção!

  8. Luiz Carlos Reis disse...

    Caro José Dias, obrigado por tua visita ao meu blog e volte sempre que puder.
    Quanto à corrupção que impregna o meio público, aliás nem um pouco diferente do que acontece aqui no Brasil, quase sempre parte daqueles cujo poder de decisão sobrepõe-se às facilidades da máquina do Estado, certamente corroboram para expansão do quadro corruptível seja em qualquer esfera. Trata-se de uma característica do capitalismo que estampa o dia a dia das pessoas. Uma velha máxima que ilustra bem a situação, aqui do outro lado do oceano, é a do velho jeitinho brasileiro. E assim conduzimos nossas vidas respirando corrupção, seja nas estradas federais, órgãos públicos e privados, vantagens para alguns em troca de míseras facilidades.
    É o poder corrompe o homem!
    Um grande abraço!

  9. CarpeDiemBeHappy disse...

    É pena, mas a realidade é mesmo esta. Esperemos que ninguém contorne o Plano Tecnológico.

  10. miosotis disse...

    O plano tecnológico seria uma saída plausível, mas como é comandado pelo sistema, será sp contornado.

    O país vive momentos de incontornável 'doença'... tds os dias vêm ao de cima situações nada 'transparentes'.

    saudações

  11. Marcelo disse...

    Imensamente grato pela visita. Tenho um carinho imenso por vosso país.