O que é empreendedorismo ? (parte I)

Publicada por José Manuel Dias

O número de indivíduos que deseja criar o seu próprio negócio cresce dia-a-dia. O fenômeno do empreendedorismo vem se alastrar pelos quatro cantos do mundo, em ritmo cada vez mais alucinante. O candidato a empreendedor tem que vencer uma verdadeira corrida de obstáculos para poder concretizar o sonho de ser dono de seu próprio negócio.
Podemos perceber claramente a presença dos “5Ps” do empreendedorismo - paixão, perseverança, paciência, prudência e prática no comportamento dos empreendedores de sucesso.
Esperamos que a leitura deste artigo, ao mesmo tempo em que discorre sobre empreendedorismo, desperte no leitor a força do espírito empreendedor como opção de vida. O empreendedorismo - que é igual a espírito empreendedor + liberdade de ação + oportunidade - será a alternativa profissional para muitos indivíduos no século XXI. Vivemos a Era do poder da informação, dos negócios on-line, da força das idéias audaciosas... e da sorte. As idéias são “a nova moeda” do mundo empresarial.
Quem tem uma idéia, um sonho, depara-se com duas opções: ou faz o que é necessário para colocá-lo em prática ou arranja muitas desculpas para não o fazer. A segunda opção é a única alternativa que pode fazer a pessoa se arrepender para o resto da vida. O empreendedor, criador de empresas, sabe que "tentar e falhar é, no mínimo, aprender. Não chegar a tentar é sofrer a perda incalculável do que poderia ter conseguido”.
Discorrer sobre o empreendedorismo em Portugal solicita uma visita por toda a história política, econômica e social do País. Fazer uma ponte com as revoluções econômicas e sociais do mundo também é necessário. Mas, principalmente, é preciso olhar atentamente para o homem e para a mulher, o empreendedor e a empreendedora. Para as mudanças, a emancipação, o desenvolvimento e as transformações porque eles (as) passam.
Falar de empreendedorismo é falar do ser humano e, por conseguinte, da capacidade nata que ele tem de se moldar, suplantar e transcender aos limites impostos a ele. É encontrar uma saída, e, diga-se de passagem, uma boa saída, para os momentos de crise. É falar de conhecimento, inovação, sabedoria, visão, ousadia, coragem. É falar de ética, de novas possibilidades e caminhos por desvendar. Criação e experiência de novos saberes, desejos. É, acima de tudo, falar de futuro. É falar de escolhas, da possibilidade de se escolher que futuro se quer e que começa a ser planejado no hoje, no agora.
Não me deixa pessimista, mas cansado, ver como os homens públicos abusam de nossa paciência em ver mediocridades, em ouvir mentiras, em ver repetições. Só num país em que o marketing chegou ao cúmulo do abuso se consegue entregar ambulâncias velhas - Primeiro Emprego - para empregar 250 mil pessoas e empregam-se 500. Vivemos num país em que os processos não valem mais, valem apenas os eventos, o que parece ser. Em vez de criar um Programa Primeiro Emprego, por que não valorizar o empreendedorismo que já está aí? É isso que peço as autoridades: por favor, não inventem nada de novo. Dêem força ao que está aí. Primeiro Emprego? Não. Primeira Empresa!
Este texto é uma reflexão acerca do empreendedor(a) do século XXI, seu surgimento, a relação emprego x trabalho e, finalmente, a materialização de uma visão, e por que não do sonho, em uma oportunidade de negócio.
Este texto é da responsabilidade do Professor Emanuel Leite e foi-me enviado por mail com o propósito de ser publicado no COGIR

15 comentários:

  1. Gleidson disse...

    Bom texto, boa cadeira. Só não achei a segunda parte do texto.
    Gleidson Nascimento - 0022404

  2. Mário Sérgio disse...

    excelente texto sobre emprendedorismo.
    Mário Sérgio Abath Rodrigues
    Escola Politecnica

  3. Valdir disse...

    Professor

    Parabens pelo artigo

    Valdir Vieira

    Aluno da cadeir de formação de empreendedores da POLI-UPE

  4. Jean Sílvio disse...

    Texto muito bom, e a idéia do blog e do aprendizado a distancia é digna de um empreendedor!
    Sucesso Prof. Emanuel!!!

    Jean Sílvio
    Escola politécnica 2007.2

  5. Carlos disse...

    Opa, estou passando pra deixa minha contribuição Prof. Emanuel.
    O texto será lido em breve.

    Carlos Alberto C M Bastos - Formação Empreendedores - Poli - 2007.2

  6. Felipe disse...

    Texto de boa qualidade. Representa sinteticamente o que é abordado na disciplina de Formação de Empreendedores da Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco.

    Felipe Leitão Valois
    Aluno do Prof. Emanuel Leite na referida disciplina

  7. Andreza disse...

    Caro Prof. Dr. Emanuel Leite,

    Excelente texto!
    O senhor é um ícone do empreendedorismo!
    Parabens pela competência e conhecimento!

    Andreza de A. Gomes
    Aluna de Formação de empreendedores
    Escola Politecnica de PE.

  8. ANA LUCIA disse...

    Prof. Emanuel Leite,
    Excelente texto! Já li muitas coisas desta área, mas as que são escritas pelo Prof. sempre são objetivas, diretas e de fácil compreensão. Sou empreendedora e tenho aprendido muito com o Sr. Mais uma vez digo parabéns!

  9. Gleydson disse...

    Professor Emanuel Leite.
    Concordo plenamente que o empreendedor de sucesso precisa pensar desde pequeno em primeira empresa.

    Parabéns, professor, por este artigo sucinto, mas que abre a mente.

    Gleydson Fonseca
    Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco

  10. Ítalo disse...

    Um texto que deveria ser lido por todos que pretendem um dia ser empreendedores e realizar seus sonhos.
    Parabéns, professor Emanuel Leite.

    Ítalo Siqueira
    POLI - UPE

  11. Flávia disse...

    Professor Emanuel,

    além de inteligente, esse texto é muito encorajador! Parabéns

    Flávia Maciel
    POLI-UPE 2007.2

  12. Flávio disse...

    Ótimo texto!!!

    Essa idéia de aprendizagem pelo blog é muito boa!

    Parabéns professor.


    Flávio Bezerra
    FCAP Jr. Consultoria

  13. Felipe do Prado disse...

    Excelente texto, professor. Bastante esclarecedor também.

    FELIPE DO PRADO MADEIRA
    Aluno da cadeira de formação de empreendedores da POLI-UPE

  14. José Virgílio disse...

    Realmente esse texto fideliza as aulas da disciplina de Formação de Empreendedores da Escola Politecnica de Prenambuco, ministrada pelo prof. Emanuel. Parabens ao mesmo por passar todos esses detalhes de como ser empreendedor aos seus alunos.

    José Virgílio S. Cavalcanti
    Aluno da UPE
    Formação de Empreendedores 2008.1

  15. junior disse...

    Excelente texto, o reflete as aulas da disciplina de Formação de Empreendedores da Escola Politecnica de Pernambuco, ministrada pelo prof. Emanuel. Parabens ao mesmo por passar todos esses detalhes de como ser empreendedor aos seus alunos.

    Francisco Alves de Lima Júnior
    Aluno da UPE - Escola Politécnica
    Formação de Empreendedores 2008.1