Primeiro selo de cortiça (*)

Publicada por José Manuel Dias


Desenhado por João Machado e fabricado em papel de cortiça auto adesivo, tem como propósito evocar o sector corticeiro português, cuja relevância para a economia nacional deriva do facto de fazer do nosso país o maior produtor e exportador mundial de cortiça. Portugal é líder mundial no que diz respeito à produção corticeira. É no nosso país que se situa a maior área de sobreiros do planeta, com 737 mil hectares, correspondentes a 32,5% de toda a área plantada com estas árvores no mundo. Os montados representam 23% de toda a floresta nacional. Portugal produz mais de metade de toda a cortiça mundial. A quase totalidade desta produção, cerca de 90%, destina-se ao mercado externo. A importância económica desta produção traduz-se nos cerca de 1.000 milhões de euros de produtos fabricados em cortiça exportados anualmente. Ao sector rolheiro correspondem cerca de 75% destes números. A cortiça leva o nome de Potugal aos cinco continentes. Por tudo isto se justifica uma política de protecção e promoção da cortiça.
(*) Selo emitido pelos CTT, em 28 de Novembro de 2007, com valor facial de 1 Euro e com 230.000 exemplares. Saiba mais sobre o selo e sobre a cortiça, aqui.

3 comentários:

  1. mariadosol disse...

    selos de cortiça.... acho uma ideia "curtida"

  2. sofialisboa disse...

    que ideia extraordinaria, selos de cortiça a correr o mundo, concordo!e para quem teve a ideia parabéns. seria excelente para a imagem de portugal. sofialisboa

  3. Cleopatra disse...

    Hummm que giro!