Obesidade : doença ou maus hábitos?

Publicada por José Manuel Dias



Ocupar 2 lugares nos transportes públicos, procurar roupa numa loja de pronto a vestir sem encontrar o número, pedir ajuda para se calçar, sentir-se discriminado na escola ou no trabalho, são apenas alguns dos problemas com que os obesos se confrontam.
Estima-se que a obesidade tenha um custo anual para o nosso país superior a 550 milhões de Euros, entre custos directos e indirectos. Entre estes enumeram-se horas de trabalho perdidas, comparticipações em medicamentos e subsídios de doença. Uma factura com tendência para crescer porque estamos a ficar mais gordos de ano para ano. Os números falam por si: 58% da população tem excesso de peso e 15% é obesa. Calcula-se, ainda, que anualmente morram 1.500 pessoas em resultado da chamada obesidade mórbida.
Os estilos de vida, por um lado, e a falta de consciência por outro, estão na origem deste problema cuja solução não se vislumbra. De acordo com o Presidente da ADEXO (Associação de Doentes Obesos e Ex-obesos de Portugal) " Somos responsáveis pela primeira geração de miúdos obesos que pode morrer antes dos pais".
O Governo tem noção deste problema e lançou um conjunto de acções preventivas nas escolas , integradas no Programa de Combate à Obesidade Infantil. Procura-se alterar hábitos alimentares, de modo evitar o aparecimento mais tarde de complicações resultantes da obesidade, (diabetes, doenças vesiculares, coronárias, cardíacas, hipertensão, para citar apenas algumas).
Para "abrir as hostilidades" permito-me lançar as seguintes questões:
Será que cada um não tem o direito a comer o que mais gosta? Não deverá ser lançado um "imposto sobre a gordura" de modo a desincentivar o consumo de gorduras? Deve o estado suportar os custos dos tratamentos dos obesos? Não terão os obesos direito a uma discriminação positiva? A campanha de combate à obesidade deve ser encarada como um custo ou como um investimento? Não haverá obesos que são doentes ? E estes não deverão ter um apoio especial? Será que somos pré- obesos sem o saber?
A resposta a esta última questão pode ser obtida calculando o índice da massa corporal (divide-se o peso, em quilos, pelo quadrado da altura, em metros). Se é entre 25-29 somos considerados pré obesos, se se situar entre 30 e 35 seremos obesos e teremos obesidade mórbida, caso o índice seja igual ou superior a 36. A normalidade situa-se entre 20 e 24.

Fonte : Jornal de Negócios de 26 de Janeiro

15 comentários:

  1. Lídia disse...

    A educação é fundamental... basta vermos o que a maioria das crianças comem a meio da manhã ou à tarde... bolachas com chocolate, leite com chocolate, bollicao, batatas fritas, ...

  2. Cris disse...

    Obesidade na maioria dos casos é doença sim , chamada "Maus Hábitos "! beijão!!!

  3. A.J.Faria disse...

    É uma problema grave sem dúvida, e estar atento a ele, procurando sensibilizar principalmente as camadas mais jovens educando-os para hábitos alimentares saudáveis, é uma responsabilidade de nós todos.

    Um grande abraço, José Dias!

  4. Professorinha disse...

    No fundo todos nós temos maus hábitos... uns sofrem os efeitos engordando, outros não...

  5. Baby disse...

    Nunca houve tantos obesos, porque será? Apenas pelos maus hábitos alimentares? Não creio,muitos outros factores se devem unir para chegarmos a uma situação tão drástica. E quem tiver predisposição para tal, deve, com a ajuda do seu médico, evitar que o processo se inicie...

  6. DELETADO disse...

    A obesidade é um mal que assola o mundo em desenvolvimento. A mulher não está mais em casa em frente ao fogão, sua missão agora é trabalhar para trazer mais conforto ao lar. A pressa, a falta de tempo e tudo aquilo que caracteriza a vida moderna, leva nossos jovens ao "fast-food", "engordativo" e sem nutrientes. Bela postagem a respeito de um assunto importante!
    Amigo, acabo de fazer um desabafo na minha nova postagem e espero que vc possa contribuir de alguma forma para me esclarecer.
    A vovó aqui está se sentindo perdida e procuro por respostas!
    Te aguardo,
    SôniaSSRJ

  7. PSousa*Bancada Directa* disse...

    O certo é que tudo o que vem para Portugal, normalmente vem importado, e como um dos países que mais exporta as suas ideias(boas e más) é os USA, atrevo-me quase afirmar que também importamos deste país a fast food...
    Espero que esta doença, não se alastre mais.

    Já agora gostei do seu blog, e por isso vai ser linkado em Bancada Directa.

    Abraço amigo

  8. GK disse...

    Com a quantidade de horas que a malta passa sentada ao computador e ao preço a que estão as mensalidades nos ginásios, é só uma questão de tempo até sermos TODOS gordinhos!

    Bj.

  9. Tacitus disse...

    A obesidade pode ter as duas vertentes: doença ou maus hábitos. Cabe-nos prevenir a segunda, pois para a doença só a ciência nos pode ajudar. A obesidade é um tema recorrente no mundo ocidental, pois está em causa a saúde pública, algo com um valor inestimável. É tempo de acordar para a realidade. Boa semana!

  10. MARIA VALADAS disse...

    A questão da Obesidade em Adultos e crianças, começa pelos maus hábitos alimentares....acabando no sedentaríssimo!

    Mas cabe a nós adultos dar o exemplo:
    - Alimentação saudável
    - Não perdendo imensa horas no
    sofá, em frente á TV
    - Evitando o excesso de tempo
    na net...

    Um obrigada pelos temas apresentados no Blog!

    Abraço amigo da
    Maria

  11. Andreia do Flautim disse...

    Parece que estamos num mundo de extremos, morrem por magreza e por obesidade! bolas!

    Mas essa questão é preocupante! E cada vez mais os miudos só comem porcarias!

  12. CarpeDiemBeHappy disse...

    Um problema grave que cada vez se nota mais na sociedade, infelizmente. O porquê não sei, mas penso que o exemplo deveria partir desde cedo e em casa!! A educação é fundamental!!

    Bj

  13. veritas disse...

    Acho que é um problema de saúde pública. Sem dúvida tem a ver com a educação alimentar que deve ser cuidada desde tenra idade...eu faço isso com os meus filhos...

    Bjs. Boa semana.

  14. Vera disse...

    A obesidade é realmente um problema sério e que deve ser encarado como uma doença.
    A maioria das vezes está ligada aos maus hábitos, mas está também ligada a alguns problemas de saúde.
    Precisamos de aprender a comer melhor e isso desde tenra idade.
    Comodoença que é, claro que o Estado deve "financiar" alguns tratamentos...

    Beijinhos

  15. Passarim disse...

    Manoel,

    Obsidade é mau criação dos pais que não orientam seus filhos sobre habitos e maneiras saudáveis de se alimentarem . Abs do Jarbas do Aparte