UA entra na parceria internacional com a Universidade Carnegie Mellon

Publicada por José Manuel Dias


Teve lugar ontem, no Parque de Exposições de Aveiro, a cerimónia de lançamento do programa de colaboração entre o Estado português e a Carnegie Mellon University (CMU), assim como a assinatura dos respectivos contratos e acordos de colaboração com a Universidade de Aveiro, outras universidades e centros de I&D nacionais. Presidida pelo Primeiro-Ministro, José Sócrates, a cerimónia contou com a participação do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Mariano Gago. Pela CMU estiveram presentes, o Presidente Jared Cohon, e o Director da Escola de Engenharia da Universidade norte-americana, Pradeep K. Khosla.
A Universidade de Carnegie Mellon (CMU), situada em Pittsburg, nos EUA, tem vindo a ser considerada ao longo dos anos uma das melhores escolas do mundo em áreas como a Informação e Gestão de Tecnologia, Sistemas de Informação, Informática (Ciência de Computadores), Engenharia de Computadores e em Electrotecnia.
A parceria entre a Carnegie Mellon University (CMU) e o Governo português na área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) vai compreender o desenvolvimento de um instituto internacional de natureza virtual a designar por Information and Communication Technologies Institute.
O programa de acção do Instituto será centrado em temas de processamento e redes de informação, incluindo engenharia de software, redes de informação, segurança de informação e tratamento computacional da língua, mas envolvendo componentes aplicacionais de redes e tecnologias de sensores e gestão de infra-estruturas críticas, assim como de análise de políticas de informação e gestão do processo de mudança tecnológica, envolvendo, ainda, a área de investigação matemática.
O Programa CMU-Portugal insere-se no conjunto de acções que o Governo está a desenvolver para o fortalecimento da cooperação científica e tecnológica com instituições de reconhecido mérito internacional, de uma forma que venha potenciar projectos inovadores que contribuam efectivamente para reforçar a capacidade científica e de formação avançada em Portugal.
A nossa Universidade vê reconhecida a sua importância ao ter sido uma das escolhidas para esta parceria. O futuro está nas nossas mãos...Não desperdicemos, pois, estas oportunidades.

2 comentários:

  1. Anónimo disse...

    Aqui está uma boa notícia.

  2. A.J.Faria disse...

    Olá, J.M.Dias!

    São iniciativas como esta que poderão afirmar Portugal como um país de futuro.
    Saibamos aproveitar estas oportunidades.
    Um grande abraço!