Aplausos

Publicada por José Manuel Dias


Foram hoje formalmente assinados os protocolos que marcam a colaboração entre o Estado Português e o MIT, com um programa definido para os próximos cinco anos em quatro áreas consideradas estratégicas. Durante a cerimónia que decorreu hoje ao final da manhã no Centro Cultural de Belém, o primeiro ministro José Sócrates salientou que este é um momento de viragem para Portugal, as Universidades e a comunidade científica, marcado pela vontade de internacionalização e a aposta na ligação entre Universidades e Empresas.
O primeiro ministro sublinhou a ligação que existe entre o Plano Tecnológico e a vontade deste Governo investir no Conhecimento e na Ciência e lembrou que o Governo aumentou em 64 por cento o orçamento disponível em 2007 para a área da Ciência, apesar de estar a reduzir a despesa do Estado. José Sócrates adiantou ainda que no próximo Quadro de referência Nacional, para o período de 2007 a 2013, Portugal vai aumentar para 37 por cento a alocação de recursos financeiros provenientes da EU para a área da formação, numa subida significativa em relação aos 24 por cento alocados anteriormente. “Este é um ponto de viragem mas englobado num ambiente geral para melhorar o factor de atraso no domínio da educação conhecimento potencial cientifico”, contextualizou o primeiro ministro, salientando que a boa concretização do acordo hoje assinado já não está nas mãos dos políticos mas sim nas Universidades e na comunidade científica.

8 comentários:

  1. JotaCê Carranca disse...

    Será que não é mais 'uma autoeuropa' só que desta vez virada para a ciencia?

  2. migas (miguel araújo) disse...

    Caro José
    Acredita mesmo que valeu a pena tamanho aplauso?!
    Não será isto uma forma de proporcionar cobertura a subsídios e fundos devidamente canalizados através de meia dúzia de projectos sem objectividade e relvância, quer científica, quer tecnológica?!
    Começa pelo facto de não abranger todas as universidades.
    Só aí merece o meu descrédito.
    Um abraço

  3. Isabel disse...

    Pena que as Universidades e a comunidade ciêntifica tambem facam politica ou se movam largas vezes por interesses politicos...
    A politica está em tudo!

    No entanto se daí resultar uma melhoria para a eduçação, um avanço na çiência, num aumento do investimento na ciência e no conhecimento, então que façam politica á vontade eu tambem farei.

    Que venha a politica e todos os acordos que melhorem o conhecimento e o desenvolvimento ciêntifico...
    Espero só que o conhecimento chegue a todos.
    Espero só que o desenvolvimento da ciência sirva a todos.

    Isabel

  4. Guilherme Roesler disse...

    José, fico feliz por ouvir esta noticia. Bons ventos virão. Abraços, Guilherme

  5. PiresF disse...

    Concordo que esta é uma importante medida.

    Queremos é, nós e o país, que outras acompanhem esta e, que o investimento não se perca nas estradas da burocracia.

    Abraço.

  6. veritas disse...

    Olá!

    O nosso país bem precisa!

    Bjs.

  7. Cris disse...

    Dedos cruzados simbolizando um "muita sorte" para esse país que amo!Não importa se é um ato político ,desde que resulte numa melhora da Educação..BJ!

  8. Anónimo disse...

    Ñ tenho dúvidas q este protocolo com o MIT 'pode' trazer novos ventos para o estudos das ciências aplicadas, no nosso país.

    Mas... e há sp um mas... tal como já afirmou a tua amiga Isabel, tomara q este conhecimento chegue a todos e q ñ se fique pela política q infelizmente tb passa pelas Universidades!

    Perdoa se passo menos vezes, mas os afazeres redobraram, sem gd 'incentivo' intelectual...

    bjs de bem-estar