Sugestão de leitura

Publicada por José Manuel Dias



Maria Manuel Leitão Marques, Secretária de Estado da Modernização Administrativa escreve hoje no Diário Econonómico, sobre Que fazer com o sobreendividamento? :
"Defender, como tenho ouvido por aí, uma espécie de subsídio público para todos os que contrataram crédito para consumo ou compra de habitação e que agora são afectados por uma subida da taxa de juro seria uma má solução. Representaria uma sobrecarga e um custo para todos os contribuintes. Desmotivaria a maioria dos consumidores, aqueles que continuam, com um esforço acrescido, a cumprir as suas obrigações. Daria um mau sinal para futuras decisões em matéria de crédito, favorecendo uma cultura de proteccionismo em desfavor de uma cultura de gestão do risco. Premiaria as instituições financeiras que calculam mal o seu risco e praticam crédito irresponsável. E pior do que tudo, provavelmente nem seria suficiente para resolver os casos de verdadeiro sobreendividamento."
Uma posição que não pode deixar de merecer os nossos aplausos.

1 comentários:

  1. Professorinha disse...

    Sabes que é demasiado fácil pedir empréstimos, usar cartões de crédito... Eu mesma vejo que quanto mais ganho, mais gasto... É incrível quando não temos mão no que gastamos...

    Fica bem