Aptidão

Publicada por José Manuel Dias


Numa humanidade tão altamente desenvolvida como é a actual, cada um, por natureza, recebe em dote acesso a muitos talentos. Cada qual tem talento inato, mas só a poucos é dado por nascença e por meio da educação o grau de tenacidade, persistência e energia, para que o indivíduo se torne, realmente, um talento, para que, portanto, venha a ser aquilo que é; ou seja, traduza isso em obras e acções.

Friedrich Nietzsche (1844-1900), in 'Humano, Demasiado Humano'

4 comentários:

  1. SoNosCredita disse...

    tão verdadeiro!
    eu vou tentando fazer as coisas que gosto, ainda que ñ a tempo inteiro...

  2. Entre linhas... disse...

    Bem verdadeiro,o homem raramente vai ao encontro de todas as suas potencialidades,podo-as em evidência.
    Bom fim de semana
    Bjs zita

  3. GK disse...

    Ah!!!Então é isso! LOL
    ;)

  4. hfm disse...

    Como gostei de ler!