A educação em números

Publicada por José Manuel Dias


Número de alunos por computador com ligação à Internet, no ensino público - 12,8
Número de alunos por computador com ligação à Internet, no ensino privado - 7,6
Taxa de transição/conclusão do ensino secundário - 67,9 (*)
Taxa de Pré- escolarização - 78,4 (**)
Evolução da taxa real de escolarização
1980/81 - 12,4
2004/05 - 59,8
Número de escolas em funcionamento em 2005/06 - 14.230
Número de estudantes matriculados em 2005/06 - 1.649.138
Número de docentes em 2005/06 - 178.202
Número de não docentes em 2005/06 - 87.677
Relação Aluno/Docente - 9,3
(*) 2004/05
(**) 2005/06
Fonte : Ministério da Educação
Perguntas para reflexão :
1) Que países terão melhores indicadores que os nossos ?
2) A que se deverá esses resultados?
3) Será que as práticas que observam já foram analisadas adequadamente em ordem a aproveitar o que têm de bom?
4) Quais são os stakeholders das escolas? Será que lhes está a ser reconhecida a importância devida?
Voltaremos ao tema proximamente.

7 comentários:

  1. José Alberto Mostardinha disse...

    Viva:

    O dia 25 de Abril aproxima-se.
    Nele será comemorado uma data que permitiu ao povo português libertar-se dum regime totalitário, desprezível e anquilosado.
    Foi posto termino a uma guerra colonial injusta e traumatizante.
    É opinião unanime de que o país progrediu a olhos vistos.
    É preciso fazer mais?
    Certamente.
    Mas fazê-lo em liberdade tem muito mais sabor.

    Viva o 25 de ABRIL.

    Um abraço,

  2. A.J.Faria disse...

    José M.Dias
    Não tenho dados neste momento para emitir uma opinião sustentada em dados estatísticos, mas é notório que houve uma franca evoluçaõ do ensino em Portugal.
    Lógico que há sempre algo a melhorar.
    Um grande abraço.

  3. Guilherme Roesler disse...

    José,

    alem destes indices, é necessarios que estes tambem tenham qualidade.

    abraços, Guilherme

  4. GK disse...

    Animador, de facto...
    Mas é uma altura delicada para fazer em educação e nas conquista do Governo... LOL ;)
    Boa semana.

  5. veritas disse...

    Olá José Manuel:

    Todas as vezes que passo por aqui fico a saber mais um pouco acerca de algo em que gostaria de me sentir mais à vontade. A forma como escolhes os temas e os expões cumpre os objectivos. Fazes-me reflectir. Tens um Thinking Blogger Award para receber. Passa no meu blogue.

    Bjs.

  6. azurara disse...

    Não há qualquer dúvida que são números muito abonatórios. Poderíamos, até, escrever mais números. Por exemplo, poderíamos pôr a despesa em Educação per capita em percentagem do PIB...

    Mas são isso mesmo: números.

    Acho que é tempo de falar menos de números e mais de Educação, isto é, é tempo de falar em reais competências e aprendizagens.

    Gostei de aqui vir.

  7. Elipse disse...

    o tema interessa-me; dados não é, contudo, o meu forte.
    Obrigam-me a fazer transitar alunos que não sabem escrever e eu obedeço. Depois os números dizem que em Portugal há muitos alunos com o 12º ano e muitos universitários e muitos licenciados.
    Aguento-os com dificuldade na sala de aula e eles têm, muitas vezes, mais de 16 anos ou mais de 18 anos: a minha luta diária é mantê-los disciplinados - o resto, as competências, só quando eles querem... e normalmente tudo o que pede esforço é uma "seca".
    Dantes não era assim, posso dizê-lo porque não sou caloira nestas andanças... ja lá vão muito anos de vocação e de devoção.
    Estou cansada.