A gasolina está cara?

Publicada por José Manuel Dias


Está, vai continuar a estar e é muito provável que nunca volte a ter os preços de há três anos, nem que alguém encontre petróleo no Beato. O que fazer face ao aumento dos preços dos combustíveis? Baixar os preços, para além de resmungar e protestar contra os ministros como se fossem membros da OPEP?
A solução mais óbvia seria baixar os impostos, mas mais tarde ou mais cedo a redução dos impostos poderia ser absorvida por novos e sucessivos aumentos. Entretanto, teríamos que pagar em IRS ou em IVA o que alguns deixaram de pagar em ISP; teríamos a ilusão de que estaríamos a pagar menos e isso até seria verdade para os que consomem mais combustíveis. Como preços dos transportes públicos acompanham o aumento dos preços os seus utentes teriam que suportar os aumentos dos preços dos combustíveis e, por via dos impostos, o dos combustíveis que não consumiram. E o que fazer quando o impacto da eliminação do ISP deixasse de se fazer sentir?
Vale a pena continuar a ler aqui, com a devida vénia ao "O Jumento".